Portugal Fashion #day 2 Bloooooooom! - Palácio dos CTT

20:44

Embora fosse o dia 2 do Portugal Fashion, eu não estive presente no primeiro dia em Lisboa por motivos profissionais, mas fui acompanhando pelas redes sociais (que uma pessoa morre de curiosidade se não souber o que se passa)



Estava ansiosa para que começasse, cheia de vontade para finalmente aquilo para que já andava a trabalhar há tanto tempo desse frutos.

Depois de muitos emails trocados com a organização, os criadores, os meus leitores, etc., depois da frustração, do cansaço e de nunca saber o que vestir (porque me acontece SEMPRE) chegou finalmente o dia!

Ora onde raio é o palácio dos CTT??? Pois, é aquele edifício ao lado da Câmara Municipal do Porto! E demorei a perceber isso, até porque a minha relação de confiança no meu GPS não está lá grande coisa.
Mas cheguei lá, depois de enfrentar as obras que o nosso lindo Porto tem que enfrentar para continuar assim mesmo, lindo.

Sabem aquela sensação de que vocês estão mesmo muito deslocados? Mas assim mesmo fora de contexto? Pois, imaginem o que é entrarem num edifício cheio de estudantes de moda, jovens criadores e afins TODOS vestidos de preto, cinza e mais uma ou duas cores neutras! Agora imaginem isso, juntando o facto de estarem de vestido HOT PINK! Pois é minha gente, isto sim é adrenalina. HOT PINK, com renda...

Estávamos numa sala em construção, com elementos de uma obra a decorrer, ainda com as paredes e o tecto inacabados. O chão em cimento, e um terraço que tinha algo tão especial. Uma vista maravilhosa sobre o Porto. Uma perspectiva nova, de um sétimo andar, mesmo por cima dos Aliados. Que mais poderia eu querer? Provavelmente um vestido preto! Ou um manto de invisibilidade. (brincando, que eu amo o meu vestido que a Elisabetta Franchi desenhou de propósito para mim... Quase chorava de rir a ler isto. Não, eu tive que o pagar mesmo)

Seguiram-se desfiles inovadores, jovens, e cheios de enigmas para a minha querida cabeça loira. É que às vezes nem é uma questão de gostar ou não, porque na generalidade eu gosto sempre dos desfiles. É mesmo uma questão de esmiuçar o que cada criador nos tenta transmitir. Mas como se trata de arte, acho que o objetivo está cumprido.

Ficou patente o uso de peças oversized, tons neutros, com toques de cor discretos. Era também notório o uso de peças desconstruidas que remeteram para modelos que já nos são familiares no dia a dia.
Gostei bastante da inovação nas matérias primas que foram bem óbvias em alguns dos desfiles. Materiais diferentes que conferem texturas e volumes fora do comum. Digamos que é uma espécie de explosão para o nosso palato de apreciadores/consumidores de moda.

Seria injusto da minha parte se não referisse o desfile de David Catalan como um dos que me surpreendeu mais pela positiva. Tendo sido a inovação nos tecidos e no corte das peças que me fez prestar tanta atenção neste jovem criador. 

É no fundo um ano inteiro de trabalho, de esforço, de luta e de muita coragem, para apresentarem aquela coleção, cheia de sentimentos!

No meu ponto de vista, foi incrível e inspirador. Uma honra, poder presenciar na primeira pessoa o que a moda tem de melhor.

Mas sigam o vídeo que preparamos para vocês, está aqui um bom resumo ;)





Sonhem, começa por aí!

Outras Publicações

0 comentários

Contactos

Abertura para todo o tipo de parcerias, se estiverem interessados entrem em contacto. Responderemos assim que possível


Clica aqui:

geral@oursecretb.com

Follow on Facebook

Twitter