As tuas Histórias

15:49

Dizer que sinto a tua falta é vago, e talvez não seja o correto de se dizer, embora seja verdade. Tu fazes falta.
Mas somos portugueses e para justificar o nosso quase sempre triste fado inventaram uma palavra tão nossa como a saudade.
E é saudade que sinto, tão profunda como o amor que nunca irá deixar de existir. Um sentimento impossível de explicar. Difícil de sentir. Doloroso de suportar. E que teima em não ir embora.

Tenho medo de me esquecer da tua gargalhada sabes? Do som da tua voz, de sentir a tua presença.Tenho medo de não voltar a ver a cor dos teus olhos. 

Não em ti, que sei que não é mais possível, mas quem sabe um dia, não os voltarei a ver a sorrir por aí.
E vão passando os dias, que pensei que atenuariam isto assim, fácil, como quem apaga uma paixão. Mas não...

Não consigo olhar para esta história e não sorrir, sentir-me a pessoa mais feliz deste mundo por ter tido o privilégio de na minha vida teres existido.
Uma sortuda mesmo, pelas gargalhadas, pelas histórias, pela maneira de ser que deixaste em mim. Um legado, controverso, mas que não escondo.

Os super-heróis costumam ser musculados e usar capa. Tu tinhas barriga usavas boina e dizias palavrões, mas não eras menos herói por isso.

E é por isso que vou escrever um livro sobre ti, avô. 



Outras Publicações

0 comentários

Contactos

Abertura para todo o tipo de parcerias, se estiverem interessados entrem em contacto. Responderemos assim que possível


Clica aqui:

geral@oursecretb.com

Follow on Facebook

Twitter