Surfing - A Business lesson

18:11

Pode soar estranho, mas os amantes de ondas vão perceber, tão bem como os amantes de oportunidades.

Anjos - Foto cedida por Sérgio Rodrigues


A verdade é que o mundo dos negócios se baseia, muito resumidamente, em estar preparado para quando as oportunidades surgirem podermos tirar o máximo partido delas.

Ora, as nossas oportunidades são as ondas, sabemos que elas estarão quase sempre lá, à exceção dos dias em que o mar está "flat", e nós odiamos esses dias.

Pois bem, ninguém pega numa prancha entra no mar e faz "altas manobras" assim sem mais nem menos, nem nos filmes isso acontece com tanta facilidade.
São precisos muitos treinos, muitas quedas, muitas horas de mar. É preciso acordar cedo, entrar na água gelada, para cair novamente. É preciso suster a respiração enquanto se é empurrado pelas ondas para o fundo. É preciso arriscar, ter coragem, esquecer o medo e a vergonha de falhar.

Isabel Silva, 25 de Outubro de 2015, Azurara - Vila do Conde, Foto de Sérgio Rodrigues


É preciso cair mais. A cada erro, a cada queda, é preciso corrigir. É preciso disciplina. É preciso perseverança, é preciso não baixar os braços e é preciso cair outra vez.

Vais precisar remar, mais e mais, os teus músculos vão doer, e tu vais remar mais no dia seguinte. As tuas costas vão gritar para tu parares, mas vais ter que lá estar no dia seguinte.
Quando o mar estiver tão grande que te ponha a vida em risco, vais ter que ir pra piscina nadar, por que os teus músculos precisam de ti, para ficarem fortes para a próxima surfada.

Vais ter que acordar cedo.

Anjos - Foto cedida por Sérgio Rodrigues

Vais ter que entrar na onda rápido, ou então vais perde-la, e aquela já não volta.
Vais ter dias cheios de ondas perfeitas em que te vai dar vontade de ficar dentro de água horas e horas.
Vais ter dias em que vais ter medo, o mar vai estar assustador, as ondas parecem morros e vais cair. Mas vais ter que lá estar. Porque precisas cair mais.

Capitão - Foto cedida por Sérgio Rodrigues

O teu "take of", terá que ser cada vez mais rápido, quase como algo natural, e para isso vais ter que cair, outra vez, muitas vezes até esse movimento fazer parte de ti.
Vais ter que aprender a ler o mar, e para isso vais ter que te sentar na prancha horas a fio, não um dia, não uma semana. Vais levar anos e mesmo assim posso garantir-te que o mar nunca será igual em nenhum dia.

Quando já for tudo tão natural, vais procurar outras praias, longe do mar que já conheces tão bem. E vais cair. Vais encontrar ondas mais cavadas, com mais energia. Vais encontrar praias com correntes fortíssimas e sem canal. Vais encontrar praias que só tem ondas para o teu back side, e vais cair.

Anjos - Foto cedida por Sérgio Rodrigues


O mar não te vai facilitar a vida, e vais lutar muito. Atravessar a rebentação, e remar contra toda e qualquer corrente.

Um dia, vais entrar no mar facilmente, vais remar como se isso fosse tão simples como respirar, entras na onda como se fosses uma pena, e fazes um drop perfeito. Já sabes fazer muitas manobras e curtes cada onda como se fosse felicidade líquida a passar-te por baixo da prancha.
O mar não ficou mais fácil, mas posso garantir-te que tu ficaste muito melhor.


Quando esse dia chegar, procura uma praia com ondas maiores!

Foto cedida por Sérgio Rodrigues

(Qualquer semelhança com a realidade, é pura coincidência)

Outras Publicações

0 comentários

Contactos

Abertura para todo o tipo de parcerias, se estiverem interessados entrem em contacto. Responderemos assim que possível


Clica aqui:

geral@oursecretb.com

Follow on Facebook

Twitter